Janaina Paschoal recusa ser vice de Bolsonaro

0
173

Cotada para ser vice de Jair Bolsonaro (PSL), a advogada Janaina Paschoal anunciou em seu Twitter que não aceitará o convite feito pelo capitão do Exército na reserva.

Leia a decisão na íntegra:

Janaina Paschoal@JanainaDoBrasil

1) Conversei com o Dep. Bolsonaro e com o Pres. do PSL, Dr. Gustavo Bebiano, e cheguei à conclusão de que, neste momento, não tenho como concorrer à Vice-Presidência. Por questões familiares, por ora, eu não posso me mudar para Brasília. A minha família não me acompanharia.

Janaina Paschoal@JanainaDoBrasil

2) Eu tentei todas as composições possíveis. Peço desculpas ao Brasil e prometo, esteja onde estiver, com ou sem cargo, continuar lutando por um país livre. Acima de tudo, um país de mentes livres. Essa tem sido minha luta, desde que nasci. Acho até que nasci para isso!

Janaina Paschoal@JanainaDoBrasil

3) Sou testemunha de que Bolsonaro não é machista. Ele me tratou de igual para igual, desde o primeiro momento. Sou testemunha de que ele não é autoritário, cedeu em muitos pontos. Todos puderam constatar a sua tolerância com os meus posicionamentos.

Janaina Paschoal@JanainaDoBrasil

4) Agradeço ao próprio Bolsonaro, a Bebiano, a Bivar, a Major Olympio, a Leticia, Victor, aos filhos de Bolsonaro, por todo carinho e compreensão. Se esqueci alguém, peço que se sinta igualmente abraçado.

Janaina Paschoal@JanainaDoBrasil

5- Eu acredito em Deus e sei que Ele move as peças do jogo da vida como devem ser movidas. Com todo amor que sempre devotei à Imprensa, aviso que não conversarei com ninguém. Vou me concentrar na ADPF 442. Esta ação é tão importante quanto às eleições para mim e para o país.

A decisão havia sido antecipada pelo Drive Premiumnewsletter produzida pelos jornalistas do Poder360 e oferecida no formato de assinaturas, na 5ª feira (2.ago.2018):

© Fornecido por Poder360 Jornalismo e Comunicação S/S LTDA.

Ontem,  durante entrevista à GloboNews, Bolsonaro disse que estava entre 2 nomes para o cargo: Janaina, que acaba de recusar o convite, e Luiz Philippe de Orleans e Bragança, sobrinho do príncipe D. Luís Gastão de Orleans e Bragança, chefe da Casa Imperial do Brasil, e tratado como príncipe.

Janaina Paschoal é advogada, professora da USP e uma das autoras do pedido de impeachment contra Dilma Rousseff (PT) e, conforme anunciou, deve voltar suas atenções à audiência que discute aborto em andamento no STF (Supremo Tribunal Federal).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, preencha seu nome auqi