Ciro Nogueira pagou apartamento com dinheiro de propina, diz assessor

0
86
Senador Ciro Nogueira (PP-PI)

O blog revela mais detalhes do primeiro depoimento de José Expedito Rodrigues Almeida, ex-assessor parlamentar do senador Ciro Nogueira, à Polícia Federal, no dia 27 de setembro de 2016, mostrando um esquema criminoso em que o senador piauiense é investigado. O inquérito tramita no Supremo Tribunal Federal, sob o número 4720, contra Ciro Nogueira e o ex-deputado federal Dudu da Fonte por organização criminosa.

Na última terça (19) o blog noticiou que o ex-assessor carregava malas com dinheiro na Pajero de Ciro Nogueira. Nesse novo trecho do depoimento, o ex-assessor explica que arrecadava dinheiro oriundo de propina no Estado de São Paulo e que repassava diretamente ao senador Ciro Nogueira.

De acordo com o depoimento prestado à PF, o ex-assessor saiu de São Paulo com destino a Teresina para entregar R$ 300 mil a Ciro Nogueira. Dessa quantia, R$ 100 mil foram entregues na mansão do senador e R$ 200 mil foram destinados para pagar contas de posto de combustíveis do irmão de Ciro, Gustavo Nogueira.

O ex-assessor disse ainda ter pago em espécie dois boletos referentes a um apartamento adquirido por Ciro Nogueira, um no valor de R$ 46 mil e outro no valor de R$ 146 mil e que este apartamento é uma cobertura luxuosa comprada pelo senador na cidade de São Paulo.

Fonte: Coluna Herbert Souza / GP1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, preencha seu nome auqi