Evaldo manda Wellinton Dias tomar rédeas da base

0
129

Na entrevista coletiva em que adiou o anúncio do rumo que o PTC vai tomar nas eleições deste ano, o deputado estadual Evaldo Gomes disse que o partido não vai aceitar pressão do governo e mandou Wellington Dias (PT) tomar rédea da base aliada que ele lidera.

“Nós, desde o princípio, externamos que a gente não aceitaria imposição por parte do governo. Nós não vamos nos acovardar, não vamos aceitar inclusive pressões de pessoas que compõem o governo que se acham donas do governo. O governador Wellington Dias precisa tomar as rédeas do grupo político que hoje ele comanda e lidera”, falou.

Evaldo Gomes ainda completou: “O que eu posso dizer a vocês é que o PTC não irá se acovardar diante de algumas pressões de pessoas que compõem o governo”.

Evaldo avisa que não vai ceder à pressões (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)Evaldo avisa que não vai ceder à pressões (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O anúncio do rompimento com o governador Wellington Dias seria feito na manhã desta terça-feira (31) no gabinete do parlamentar, mas foi adiado porque, segundo Evaldo Gomes, o pré-candidato a governador do PSL, Fábio Sérvio, descumpriu um acordo feito durante a noite de ontem (30) e o começo da madrugada desta terça.

Conforme o acordo, Fábio Sérvio desistiria da pré-candidatura ao governo, se aliaria ao PTC levando junto o PROS e em seguida declarariam apoio a Dr. Pessoa (Solidariedade) para o governo. No entanto, Fábio não apareceu na coletiva em que a decisão seria anunciada e comunicou que não iria mais cumprir com o que foi acordado.

Fonte: Política Dinâmica

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, preencha seu nome auqi