Luciano Nunes garante reduzir mais de 30 órgãos no governo do estado

0
135

O candidato Luciano Nunes (PSDB) pretender fazer uma reforma administrativa no Governo e disse que vai reduzir o número de secretarias e coordenadorias, caso seja eleito. Em entrevista ao Notícia da Manhã, desta segunda-feira (27), o tucano prometeu reforços em áreas como a Saúde e Segurança Pública.

“O Estado está quebrado. O Governo prometeu muito além do que podia realizar e esse é o maior problema desse Governo, a falta de credibilidade. Temos que arrumar a casa, reduzir o tamanho da máquina, acabar com mais da metade dessas coordenadorias e secretarias  graciosas que servem só para acomodar os aliados do governador. Trazer de 69 para 30 é um número razoável”, disse.

Na Saúde, Luciano Nunes propôs a construção de quatro regionais de urgência no Piauí, nas cidades de Parnaíba, Picos, Floriano e Bom Jesus.

“O Piauí vive um caos. Os principais serviço públicos não funcionam. A rede hospitalar pública sem repasse, hospitais fechando, paralisados, sem atender. A população sofrendo, perdendo vidas e é como se nada estivesse acontecendo. Temos que virar essa página e fortalecer a rede pública estadual de Saúde, os hospitais regionais buscando parcerias com os municípios para a atenção básica”, disse o candidato que também é deputado estadual.

Já na área de Segurança Pública, o candidato prometeu a contratação de 5 mil agentes públicos e o retorno do Ronda Cidadão, bem como o reforço no policiamento ostenstivo e na infraestrutura das delegacias do Estado.

“Temos hoje a metade do contingente que a lei determina nas polícias Militar e Civil e no Bombeiros também. Então, vamos ter que fazer investimentos fortes nessa área, contratar aí, pelo menos, 5 mil homens e mulheres”, defendeu o candidato que prometeu os investimentos com a redução de despesas advindas das secretarias e coordenadorias, aos quais as chamou de “graciosas”.

“É claro que nós vamos passar por um momento de ajuste que é necessário para readequarmos a estrutura do Estado. Mas  não dá para continuar como tá hoje. O Estado se agigantou porque o governador transformou ele em um grande cabine para  acomodar os aliados e nós temos que reduzir o tamanho dele para benefeciar a população, investir nas áreas que são importantes”, criticou.

Luciano Nunes disse ainda que espera que a campanha eleitoral seja “propositiva, alegre, bonita e dentro da lei”. O candidato também comentou sobre a polêmica ação do PT nacional que repercutiu também no Piauí. 

“Naturalmente que a nossa assessoria jurídica vai estar vigilante, esperando o mesmo comportamento dos adversários. Tivemos ontem, essse escândalo que virou nacional, essa possível compra de influenciadores digitais que se tornou ontemm o assunto mais comentado das redes sociais e nossa assessoria jurídica já acionou a Justiça Eleitoral para  que investigue e tome as provicências devida. Não podemos admitir, em um pleito que já é desigual, que também vá pro campo econômico e que isso possa influenciar no pleito. Estaremos vigilantes”, disse o candidato.

Fonte: Graciane Sousa /cidadeverde.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, preencha seu nome auqi